terça-feira, 3 de março de 2015

CONVITE EMAAF


Atletas paralímpicos de Petrolina conquistam 16 medalhas de ouro em etapa regional

Os 18 atletas da Associação Petrolinense de Atletismo (APA), participantes da etapa Regional Norte/Nordeste do Circuito Paralímpico, de atletismo, halterofilismo e natação, em Recife, conquistaram nesse fim de semana importantes resultados para o atletismo na região. 
O atletismo chegou ao final da competição com 15 medalhas de ouro, duas de prata e 01 de bronze. Como destaque estão: Mirelly Layanne, Josoaldo Coelho e Francisco Daniel, que conquistaram 3 medalhas de ouro cada. Na Natação, Amariles Cristiano ganhou uma medalha de ouro e Marleide Santos, 1 prata e 1 bronze.
Com o resultado, a maioria dos atletas atingiram os índices mínimos e garantiram a vaga para as etapas nacionais que acontecem em São Paulo nos meses de Julho, Setembro e Novembro. Para Natanael Barros, membro da equipe técnica da APA, "esses resultados são muito significativos, pois fazem da nossa região uma referência na prática do atletismo e natação para a pessoa com deficiência. Estamos bastante otimistas para as próximas competições. Com essa conquista dos paratletas, a APA- Petrolina mostrou para todo o norte-nordeste o seu potencial no segmento paraolímpico". Pela primeira vez, APA seguiu para uma competição com uma equipe completa, com representantes em todas as modalidades esportivas. Antes das nacionais, ainda disputam duas competições internacionais: o OPEM internacional de São Paulo, e a etapa Grand Prix de Nottwil na Suíça em abril e maio respectivamente.
Confiram as fotos!


segunda-feira, 2 de março de 2015

1ª Reunião de Monitoramento do Novo Ciclo de Gestão - SEPLAG

Aconteceu, na última sexta-feira, dia 27.02.2015, no auditório da GRE-Petrolina a 1ª Reunião de Monitoramento com a SEPLAG para apresentação e análise dos resultados da 4ª Unidade das escolas que fazem parte do Pacto Pela Educação.
Na oportunidade, a Esc. Jesuíno Antonio DÁvila apresentou uma experiência que tem contribuído para elevar os resultados da escola - Sistema Interno de Monitoramento e Avalição - SIMAEJ.
Confiram as fotos!




sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Programa Mãe Coruja Pernambucana Canto de Orocó

Estou grávida! E agora? Aulão em Orocó

O Programa Mãe Coruja Pernambucana de Orocó realizou no dia 10/02/2015 na escola de referência EREM Jacob Antônio de Oliveira um aulão com o tema: Estou grávida! E agora? O aulão contou com a parceria do município que disponibilizou as palestrantes.
O público alvo foram os alunos do 3º ano do ensino médio e mulheres cadastradas no Programa Mãe Coruja Pernambucana. 
O objetivo foi proporcionar informações e orientações para o público desde a prevenção, a gravidez e as consequências positivas e negativas preparando-os para um equilíbrio da construção da família.
As palestrantes abordaram o tema de forma clara e objetiva de modo que houve interação dos participantes com questionamentos, depoimentos e esclarecimento de dúvidas. Os mesmos puderam compreender a importância da prevenção, do diálogo com a família e da orientação dos profissionais, além da importância da afetividade e do vínculo entre a gestante/parceiro/família para o bem estar tanto da mãe quanto do bebê. Enfocaram ainda a importância do planejamento, do fator psicológico e financeiro, que faz com que muitos adolescentes saiam de casa, pratiquem abortos, interrompam seus estudos precocemente e abandonem as crianças sem saber o que fazer fugindo da própria realidade.
De acordo com depoimentos dos próprios adolescentes as causas mais frequentes da gravidez na adolescência são: falta de orientação da família, escola e sociedade sobre os métodos contraceptivos; falta de diálogo com os pais e o uso de drogas e bebidas alcoólicas pelos mesmos.
Nos últimos anos, o número de gravidez entre adolescentes aumentou de forma visível considerando um fato muito preocupante na sociedade, pois traz sérias consequências para a vida dos pais, dos adolescentes e das crianças. Por isso torna-se necessário uma maior atenção por parte de todos os órgãos responsáveis para uma orientação e intervenção no sentido de apoio, atenção e prevenção.
Confiram as fotos!









Programa Mãe Coruja Pernambucana através dos Círculos de Educação e Cultura de Petrolina realiza 1º aulão 2015 com o tema: Estou grávida! E agora?

Na tarde da quinta-feira, 12/02, a coordenadora pedagógica e Regional, as professoras dos Círculos de Educação e Cultura juntamente com os parceiros do Programa Mãe Coruja Pernambucana realizaram o 1º aulão de 2015, com o tema: Estou grávida! E agora? buscando sensibilizar as mulheres cadastradas no programa Mãe Coruja, para o trabalho a ser vivenciado no 1º Módulo nos Círculos de Educação e Cultura. As educandas foram acolhidas pela equipe Mãe Coruja com um cartão de boas vindas e um número para participar do sorteio de brindes ao final do aulão.O evento aconteceu na Escola Estadual Eneide Coelho que é uma grande parceira do programa, oferecendo espaço e lanche para a realização do evento. Contamos também com a parceria do Programa Governo Presente de Ações Integradas para a Cidadania  através de duas mediadoras que informaram para as mães os serviços oferecidos pelo citado programa. Para ministrar a palestra contamos com uma Psicóloga do CRAS - Centro de Referência da Assistência Social. A mesma iniciou a palestra utilizando uma dinâmica de sensibilização com as educandas. No decorrer do aulão para provocar e refletir sobre a importância do tema da palestra, a palestrante fez mais uma dinâmica com a participação efetiva das educandas. Enquanto a palestra era ministrada e visando facilitar a concentração das educandas, a professora Socorro Sousa fez oficina de máscara de carnaval com as crianças, que ficaram bastante eufóricas e participaram ativamente da produção dos adereços carnavalescos.  Foi um momento muito importante  e enriquecedor onde as educandas puderam ampliar seus conhecimentos acerca da gravidez e seus cuidados com sua saúde e a do bebê.
Confiram as fotos!







Inscrições abertas - PLATAFORMA FREIRE


quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Arquivo Público Municipal de Petrolina

A Secretaria Estadual de Educação e a Prefeitura de Petrolina firmaram, na terça-feira (24), parceria para criação do Arquivo Público Municipal. O secretário estadual de Educação, Fred Amancio, esteve na sede da Prefeitura para assinar, juntamente com o prefeito de cidade, Júlio Lóssio, protocolo de intenções que dará o pontapé inicial ao projeto. Na ocasião, também participou da solenidade o secretário municipal de Educação, Heitor Leite, a Gerente Regional de Educação (GRE Sertão Médio São Francisco), Anete Ferraz, a pró-reitora de extensão da Universidade do Vale do São Francisco (Univasf), Lúcia Marizy, e o presidente do Arquivo Público Estadual Jordão Emerenciano (APEJE), Pedro Moura. A futura instalação do Arquivo Público Municipal terá como finalidade a preservação documental da historia e da memória da maior cidade do Vale do São Francisco. O novo órgão municipal está em conformidade com o Programa Estadual de Criação de Arquivos Municipais no Estado de Pernambuco, coordenado pelo APEJE. As cidades de Pernambuco que possuem arquivo público são: Olinda, Escada, Águas Belas, Iati, Paudalho e Goiana. Pelo acordo assinado hoje, caberá ao ente estadual orientar, tecnicamente, as ações de identificação dos documentos e dos padrões de gestão documental, seguindo as normas arquivísticas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Arquivos – CONARQ; orientar, sugerir e propor modelos de leis para instituir e regulamentar o Arquivo Público Municipal; capacitar os dirigentes e os funcionários do Arquivo Público Municipal de Petrolina, por meio de palestras, minicursos, oficinas e visitas técnicas. Também caberá ao Estrado, instruir o processo de formalização de Termo de Cooperação Técnica com o município. Já o município terá que, de acordo com o documento, encaminhar Projeto de Lei (PL) para apreciação e aprovação da Câmara Municipal, propondo criar o Sistema Municipal de Arquivos, bem como sancioná-lo após sua devida aprovação; destinar espaço físico adequado para o funcionamento e acondicionamento da documentação em conformidade com as normas arquivísticas estabelecida pelo CONARQ; nomear uma diretoria responsável para o Arquivo Público Municipal e selecionar funcionários, preferencialmente, com contrato de regime efetivo; adquirir móveis e materiais de trabalho; garantir a segurança e equipamentos de prevenção de acidentes no Arquivo; além de elaborar plano de trabalho definindo as ações a serem executadas para a formalização do termo de cooperação técnica.